English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

.: Um Gole De Ideias :. -> Dois anos no ar!

.: Alexandre Lopes :.
.: Fabrício Pacheco :.
.: Gleidson Quintella :.
.: Jonatan Bandeira :.
.: Lucas Ragazzi :.
Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Medo



Será o medo uma tentativa frustrada de sair da realidade e mergulhar nas suas próprias ilusões? Tentar impedir que algo que não seja comum a você se torne real e te deixe como um personagem tolo de expressões retraídas de desejos reprimidos? Ou apenas será uma mera vaidade de não se entregar? Talvez por receio de não conhecer a essência do que lhe causa medo. Um mecanismo de auto-defesa sem duvida.
Temos o medo nos guiando a frente das nossas emoções e palavras. Receios tomados pela verdade que não queremos ouvir e a mentira que muitas vezes reconhecemos como verdade para não enfrentar a realidade de cara. São rumos que tomamos bloqueando o que não convém; a nossa vontade, nossos desejos.
Reprimir um desejo, uma vontade por medo, é fugir de quem você é!
O medo é um alerta de explosões orgânicas e mentais que nos faz pensar melhor nas decisões... comportamentos... e ideais.
Sem duvida é um mecanismo de sobrevivência também. Lógico. Mas em uma dosagem não bem administrada pode estagnar um grande processo evolutivo. Sua raiz em nossa vida é profunda e nos fazem pensar nos riscos. Por que os riscos também podem prejudicar a evolução. E quando digo EVOLUÇÃO, digo: Em todos os aspectos em que algo ou alguém pode evoluir.
Risco faz parte da aventura que é viver, faz parte do mistério que alimenta a curiosidade e o medo do desconhecido. Ariscar é caminhar por uma via de mão dupla... O medo é não andar por via nenhuma.
A dose de medo e de risco deve ser bem fieis uma a outra. Quando a balança pesa de um lado mais que do outro o desequilíbrio leva a crise de um processo existencial. Uma atividade alarmante e egoísta.
Viver com cuidado, ariscar com cuidado, se entregar com cuidado, é o suficiente para superação do medo, que nunca traz na vida as coisas que às vezes queremos desesperadamente e que fingimos evitar.

3 comentários:

  1. Agora temos mais goles! Meio filosófico esse texto, hein?! Mas a prova de que você foi feliz no texto é que ele é citado em nossas conversas!

    Um abraço! Obrigado pelo gole!

    ResponderExcluir
  2. Meu bem q ótimo texto!! Uma leitura descontraida leve, bem a sua forma de expressar as coisas da vida q estão em volta da gente todo o tempo, e não conseguimos perceber e só vc tem o o talento pra q isso aconteça...arrasou.Bjus meu bem

    ResponderExcluir
  3. Nossa, to me lembrando dos quase 8 anos de análise que fiz! rs
    De onde você tira essas ideias, cara? rs
    Quando a gente conversa você não parece com o autor deste texto...
    Enfim, ótimo texto e seja muito bem vindo!
    Que este seja o primeiro de muitos outros goles!

    Parabéns, amigo!

    ResponderExcluir

Muito obrigado pelo seu comentário (dose)!

Related Posts with Thumbnails