English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

.: Um Gole De Ideias :. -> Dois anos no ar!

.: Alexandre Lopes :.
.: Fabrício Pacheco :.
.: Gleidson Quintella :.
.: Jonatan Bandeira :.
.: Lucas Ragazzi :.
Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 12 de abril de 2009

CRIADOR e CRIATURA



Meus sonhos eloqüentes revelam-me um anjo sem face, um adorno da perfeita realidade por mim reprimida, onde talvez se encontre a melhor parte de mim. Superficiais desejos lacerantes de minha agonia se perdem onde te encontro, verdades caladas que não ousaram sair sem saber das mentiras estuporantes que me tirava o centro.
Na busca por você eu me acho perdido, vagando sem propósito por devaneios astutos.
Por mais mórbido que me pareça, você terá vitalidade o suficiente para encher de prazer cada grama do meu ser e revelar seu apetite por detrás deste refinamento tolo. Um molde de barro que serve como armadura para esconder você do mundo, esconder você de mim.
Poderia voar contigo para os confins da terra pela eternidade e ainda sim seria pouco.
Não preciso de promessas e juras, quero apenas o momento; Pois o tempo, por mais que seja relativo, passa... e não volta, nos faz seguir para um caminho desconhecido sem garantias do passado.
Um toque quente para quebrar o frio que passei por anos procurando sem saber quem... Ate que encontrasse. Teria certeza que encontrar o que não se procura seria mais fácil. Isso se não fosse pelo fato da complexidade do tesouro buscado. Uma ferida rasgada os poucos pelas facas de sentimentos não correspondidos.
Por que preciso fugir para te achar? Não poderia ser mais fácil?
Não importa!
Percorro o caminho mais turbulento nem que seja para tê-la por alguns breves segundos.
Só quando penso que não existe o “para sempre”, é que percebo que tenho medo. Medo de acordar e ver que o sonho acabou, que tudo não passou de um sistemático jogo psicótico de um louco apaixonado. Ou que minha paixão era por mim mesmo, como um reflexo egoísta que não consegui evitar. Criando imagens deste anjo sem face que mesmo assim podia ser perfeita e atraente a ponto de me entregar a essa singular realidade para ignorar minha própria existência.

6 comentários:

  1. Quintella, Quintella... seus textos sempre incógnitos e reflexivos. Sua vagueza Machadiana é o que tem de melhor em toda essa sua seriedade textual.

    Parabéns pelo Gole. Dê-nos mais!

    ResponderExcluir
  2. Esse foi o texto mais apaixonado que vi por aqui! E ao contrário do que o jonatan leu, eu vi algo mais declarado! Até que pra quem diz ser imune a paixão, né Gleidson?! rs...

    Adoro essa sensibilidade exposta! Mostra a fragilidade em que somos expostos... mostra o quanto somos pequenos...

    Um gole ácido e inebriante! (vinho!)

    ResponderExcluir
  3. Nossa parece q vc leu tudo em minha mente entendendo tudo q se passa no meu subconsiente amei as palvras, a imagem está perfeita vc parece q está dentro de nossas mentes lendo como vc mesmo diz sempre...rsrs...bjus depois debateremos mais sobre seu texto ao vivo...bjinhos

    ResponderExcluir
  4. Fabricius, vc tens razão... pois o coments era do texto anterior. huahuauha

    ResponderExcluir
  5. Se o Gleidson resolver escrever tudo que consegue ler em nossas mentes, esse blog sera obrigado a sair do ar, rs! Muito bom, menino! Ao contrario do que o Fabricio diz, sabe fazer-nos fortes com suas palavras! Ate mais...

    ResponderExcluir
  6. "Angel blue eyes"!rs
    Esse texto me fez entender tudo o que você se enrolou tanto pra conseguir dizer pessoalmente, hein?
    Excelente, cara!
    Você é um poeta e aprendeu a amar, bobeira é não viver a realidade...
    Fica a dica: Quando quiser nos falar sobre algo complicado, não diga, escreva! rs

    Parabéns, amigo!
    Abraço!

    ResponderExcluir

Muito obrigado pelo seu comentário (dose)!

Related Posts with Thumbnails