English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

.: Um Gole De Ideias :. -> Dois anos no ar!

.: Alexandre Lopes :.
.: Fabrício Pacheco :.
.: Gleidson Quintella :.
.: Jonatan Bandeira :.
.: Lucas Ragazzi :.
Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 14 de abril de 2009

CARTA RESGATE


A todos os homens,


Tenho que ser sucinta em palavras. Já faz algum tempo que sequestraram-me e finalmente obtive a oportunidade de expressar-me. Sei que a esta altura vocês deviam pensar que eu estava morta, mas não estou. E preciso de vocês para o meu resgate.


De imediato, deixo bem claro que estou enclausurada em local apertado e escuro, e me aflige passar um segundo a mais que seja aqui. Estou desidratada e desnutrida, no entanto, ouvi no rádio que portara um dos sequestradores, o quanto Guerra está corpulenta. E pior, soube que ela usa meu nome para alimenta-se de tudo e de todos, por vezes ainda passa-se por Santa e perpetuou-se em descendentes: I, II Guerra Mundial... Que pare aqui toda esta fertilidade!


Mas ela não agiu sozinha, não. Lembro-me de alguns de seus eliciadores: citar apenas um nome é crudelíssimo, visto que nações a veneram, ainda que isso resulte na transformação de suas terras em jazigos.


Por favor, peço-lhes ajuda. Depois de muito conversar os sequestradores entraram num acordo. Para o meu resgate, eles querem Justiça e pedem que libertem-na: estão nostálgicos por toda injustiça passada, assim como tenho saudade de estar presente em todos os campos que me recebiam tão bem – Velhos tempos.


Por que clamam pela Justiça? - devem se perguntar. Com ela em ação, eles dizem que seus ideais serão explicitados. Deste modo o direito que lhes cabem estarão presentes, demitindo assim muitos problemas.


Sempre me perguntei sobre o por quê de me aprisionarem; uma pessoa inofensiva e sossegada como eu, que sempre gozei de minha paciência silenciosamente, nunca a ostentando como fizeram alguns mártires da religião e da política. Mas compreendi, a partir de cada tortura que passei: pelo males maleficarium fui lacerada por cada ação que vocês, teres-humanos, exerciam tão desumanamente.


Quando escrevo aqui, “entramos em acordo”, realmente o fizemos, pois não vejo melhor maneira para minha libertação, senão pela ação eficaz que Justiça exercerá em sua tão almejada obra: sanar vocês, homens, da cegueirassaramago, para que possam enxergar eficazmente para os seus consanguíneos e atribuir-lhes seus direitos – ainda que tão subjetivos.


Aguardo ansiosamente por uma ação. Unam-se e, por favor, libertem-me (na)!


Paz.



PS: O que antes fora prólogo em Ensaio Sobre a Cegueira do intectual José Saramago, aqui cabe muito bem como epílogo: “Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara [homem]”.

5 comentários:

  1. Paz eu lhe peço, com todo minha devoção: Venha a mim sem miséria, e inunde o meu coração de você! Tenho uns amigos pra lhe apresentar! Venha pro meio de nós...

    ResponderExcluir
  2. Faço das palavras do Amigo de Gole, Fabricio, minha suplica eterna. Ainda mais nesses dias sombrios, em que tudo cosnpira para o desespero e turbulencia. Vem, sim, PAZ e habita entre nós!

    ResponderExcluir
  3. Xandy, adorei "Amigo de Gole"... Parabéns para os comentários. Sempre caprichados, tão bom quanto os gole, perfeitos.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Olha só...este texto pensando bem foi o melhor que já fizestes, a "Paz" coitada grita pedindo socorro e ninguém a entende apesar de tocarem tanto no seu nome e não praticarem, parece até que vc andou ouvindo Engenheiros do Havaí: "Alívio Imediato"...que importa foi o que fez transmitiu esta msg através do blog...bjus ótimo texto...continue assim.

    ResponderExcluir
  5. Texto fantástico, Jonatan!
    "Paz, eu quero paz, já me cansei de ser o último a saber de ti...".
    Precisamos dela novamente, por favor, libertem a justiça para que a paz retorne!

    Parabéns, amigo!
    Abraço!

    ResponderExcluir

Muito obrigado pelo seu comentário (dose)!

Related Posts with Thumbnails