English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

.: Um Gole De Ideias :. -> Dois anos no ar!

.: Alexandre Lopes :.
.: Fabrício Pacheco :.
.: Gleidson Quintella :.
.: Jonatan Bandeira :.
.: Lucas Ragazzi :.
Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 17 de maio de 2009

PEGANDO NO PÉ DO COELHO

Há alguns dias sou comentarista assíduo da coluna POP & ARTE do portal G1, da qual o “Mago”... Paulo Coelho é seu escritor. Admito, não sou fã da sua literatura, bíblica fundida com um harrypotterianismo - ao menos sua magia ainda não me atingiu. Ainda assim, ele me inspirou este Gole.

Anos atrás, um amigo tentou me iniciar na sua Seita da Autoajuda, inclusive foi um Amigo de Gole. Adentrei em toda a fantasia que reinava no livro "O Diário de Um Mago". Firmei os meus pés diante da leitura, ainda que desmotivado. Eu lia, e a cada página, mais mágica adentrava em mim: o pó mágico adejante planava sobre minha escrivaninha até tomar toda a minha casa e, a cada salto de página mais poeira mágica me entorpecia, atingindo-me com o seu efeito sonífero. Um ótimo livro de cabeceira - para quem sofre de insônia. Indico-lhe sempre para esse fim terapêutico (talvez, a única cura de toda a panaceia cobiçada pelos alquimistas).

A leitura era corrente. Até mesmo percorri o Caminho de Santiago de Compostela, mas quando me deparei com a danada da sementinha... foi o fim da história. The End. Sim, o primeiro exercício, o da semente, exigiu de mim uma imensa abstração e claro, inocência e atributos ilusionísticos - dos quais não usufruí naquele momento.

Além dos efeitos medicinais para quem sofre de algum distúrbio do sono, descobri que esse livro também era político, pois ele é constituído de falsas promessas. O Diário nos promete transcorrermos o caminho da sabedoria. Pobre pretensão! Todas as enciclopédias, bem como os dicionários, devem ter ficado incomodados com tal prepotência "literária"; Pai Aurélio que o diga – coitadinho!

Até aqui, duvidava das suas práticas e dos seus ensinamentos exotéricos, mesmo sabendo que Paulo Coelho era seguidor do lendário Aleister Crowley (o famoso Mr. Crowley que entoa Ozzy Osbourne). Entretanto, o seu livro conseguinte transformou minha mente em morada de dúvidas. Veio à tona o livro “O Alquimista”, considerado o livro brasileiro mais vendido dos últimos tempos – ressalvo: segundo a Wikipédia, uma biblioteca virtual com informações de procedências duvidosas. Acredito que um cantor foi responsável pela ascensão do escritor. Bendita hora em que Paulo Coelho conheceu Raul Seixas! Todos sabem que a mídia domina tudo. Mas o que me impressionou não foi apenas este fenômeno de vendas, mas sim a tão almejada imortalidade que Paulo Coelho conquistou.

Depois de Drummond e Mário Quintana, figuras indiscutivelmente populares, imortalizados em nosso cotidiano desde frases MSNísticas à críticas literárias em doutoramentos, não terem conseguido aposentarem-se nas cadeiras felpudas da Academia Brasileira de Letras, Paulo Coelho o fez. Uma surpresa! Só mágica justifica a quebra do orgulho dos Imortais contra os ídolos POP da literatura e, a cadeira número 21 do patrono Joaquim Serra foi ocupada. Assim, Paulo Coelho conseguiu em toda história, transformar um mito em realidade: foi o primeiro alquimista a de fato, tornar-se Imortal. Impressionante!

Desde então, eu havia parado de pegar no pé do Coelho. Quem sou eu para criticar um Imortal?! Seria eu, apenas um prepotente Amigo de Gole (?). Mas com o tempo, eu sentia que minha sorte estava se esgotando. Fiquei até um tempo sem escrever, e pior: o amor ameaçava a me invadir – fiquei nostálgico por causa do sentimento. Então, resolvi escrever este gole-confesso e um tanto crítico - O Diário do Gole.

Sabe... desde que resolvi pegar no pé do Coelho novamente, sinto-me muito melhor. Agora percebo minha sorte emergir abundantemente. Não sou supersticioso, mas as coincidências estão aí. E agora é Gole que não acaba mais.

5 comentários:

  1. "Um ótimo livro de cabeceira - para quem sofre de insônia."rsrsrs... Sabe que eu ri muito disso, né?!

    Olha gente... sou eu o amigo que tentou iniciar o Jonatan"!... como me arrependo disso, amigo!

    ***
    Adorei o gole bem-humorado! E me sinto meio que obrigado a citar algumas frases:

    " foi o primeiro alquimista a de fato, tornar-se Imortal."

    "Quem sou eu para criticar um Imortal?!"

    Enfim... gostei muito do seu gole! Achei tudo muito claro e concordo com as críticas, e também pego no pé do Coelho! Acertou tudo desde o título!

    Um abraço! Valeu pelo gole...

    ResponderExcluir
  2. Olha, eu sofro de insônia, mas mesmo assim, passo os livros do Paulo Coelho! rs
    Não consigo mesmo gostar dele, definitivamente!
    Quanto ao Fabrício ter tentado te converter, eu sei dessa história faz tempo! rs
    Sei até da vez em que você dormiu ouvindo um mantra! kkkk
    Essa eu queria ter visto! rs
    Mas pensa bem, se Paulo Coelho conseguiu se tornar imortal, temos grandes chances também! Só nos falta achar nosso Raul Seixas, pra nos inspirar histórias fantásticas! rs

    Ótimo gole, Jonatan!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Quando garoto ouvi dizer que só se pode enganar poucas pessoas durante muito tempo e muitas pessoas por pouco tempo. Para atropelar esta máxima somente sendo mago. (rs)
    Bom, deixa eu tratar do meu trabalho!?
    Valeu pelo gole Jonatan. Concordamos em gênero, número e grau...
    E quero continuar sempre seu amigo, mesmo que um dia o destino me faça ocupar cadeiras da qual não procuro nem almejo, sejam quais forem. (rs)
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Gostei demasiadamente do Gole-Confesso! Li, tambem, algumas coisas do Paul Rabbit de forma obrigada, ja que todo mundo falava dele e eu nem sequer o conhecia! Nao me arrependo de ter lido: um livro - sei la qual, ja que todos sao iguais! - me despertou uma paixao pelo Caminho de La Compostella! O cara virou imortal, mas quando ele estiver junto do duendes - doentes, talves! - o poder dele sobre os outros vai acabar, rs!

    ResponderExcluir
  5. Maravailhoso texto amigoo depois vc me indica qualquer um preciso dormir um pouco deve ser um ótimo remédio...rsrs...acho que ele não merece um lugar na academia de letras como vc mesmo disse um eterno alquimista te um cantinho reservado no "Pai Aurélio" rsrs ficou foda.bjus

    ResponderExcluir

Muito obrigado pelo seu comentário (dose)!

Related Posts with Thumbnails