English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

.: Um Gole De Ideias :. -> Dois anos no ar!

.: Alexandre Lopes :.
.: Fabrício Pacheco :.
.: Gleidson Quintella :.
.: Jonatan Bandeira :.
.: Lucas Ragazzi :.
Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Despertar de um sonho real



Uma vez um sábio me disse, fosse qual fosse o motivo que eu revolvesse trilhar na estrada das minhas próprias razões, eu teria que passar pela dor, e ela viria muitas vezes de bom grado. Eu o chamei de hipócrita sarcástico! Eu mal sábia que ele estaria certo. E a razão da minha vitória era minha perda do passado, Quando descobri a vergonha nos olhos de quem mentiu e perdeu a lealdade, e o mais importante, perdeu a honra.

Saio hoje machucado pelas feridas que começam a cicatrizar, mas desta vez tenho o remédio que me vem em dose certa, minha lucidez.

Não caminharei nas pedras cortantes da mesma desilusão.

O que de bom eu trago de tudo isso é a certeza que podemos errar nas escolhas, mas nunca estaremos errados sobre nossos sentimentos, apenas talvez não estejamos ainda tão maduros para entendê-los.

Quando aquela silenciosa voz fala aos nossos ouvidos, temos que prestar atenção aos detalhes que elas carregam, quando vêm bons presentes aos nossos braços, pode vir também no pacote algo maior que transformaria talvez um presente magnífico em um enorme fardo que terá que carregar pelos outros.

Se um dia você acordasse e descobrisse que um capítulo da sua vida nunca existiu, tudo sempre foi mentira e restou apenas uma página, como conviveria com essa perda ou desilusão?

E quando mentem pra você enganando sua própria luxuria, para tirar vantagem dos outros, você corre, se esconde ou ameaça a hipocrisia daquele ao qual você depositou sua sinceridade e confiança?

A vítima infelizmente sou eu que pago pelo erro alheio e sofre as dores que um dia já foram lágrimas de felicidade, ou assim eu imaginava ser. Mas por vezes a ostentação da riqueza mata um belo sentimento que se chama amor.

7 comentários:

  1. "[...]Acendo o cigarro para adiar a viagem,
    Para adiar todas as viagens.
    Para adiar o universo inteiro.

    Volta amanhã, realidade!
    Basta por hoje, gentes!
    Adia-te, presente absoluto!
    Mais vale não ser que ser assim.[...]"

    (Álvaro de Campos)


    A realidade! As dores e os amores... ou isso tudo é a mesma coisa... ou é a coisa mais tênue que já se teve notícia. Ou amor ou dor ou realidade ou outros tantos conceitos que vier, sempre me fazem perceber que é tão fácil como se equilibrar numa corda bamba. ou ainda aprender japonês em braile, como diria Djavan.

    Um gole... reflexivo. Sempre tendo a comentar que você é pura auoajuda! rs... Bobagem! parabéns pelo gole!

    (SE cuida Paul Rabbit!)

    ResponderExcluir
  2. Paul Rabbit? Desculpa mas nunca ouvi falar nesse cara,rsrs...não conheço!rs

    ResponderExcluir
  3. "Nunca estaremos errados sobre nossos sentimentos, apenas talvez não estejamos ainda tão maduros para entendê-los"

    Cara, não sei porque, mas isso se encaixa perfeitamente na minha vida.

    O amor é puro, verdadeiro e eterno. Minha opinião é : Se você sofreu e esqueceu, não era amor. Já se você sofreu e ainda lembra, ISSO É AMOR!!!

    ResponderExcluir
  4. Aêê, menino! Abrasado pelo período produtivo das férias. Texto ótimo! Coisa de gente que escreve quando está voltando para a terra natal - ou saindo da mordomia que é ficar sem trabalhar um mês, rs... Gostei da frase paulo-coelhiana "a certeza que podemos errar nas escolhas, mas nunca estaremos errados sobre nossos sentimentos". Profundo isso, cara. Até mais e saudades...

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. "A realidade é de fato muito triste.Mas ainda é o único lugar onde se pode saborear um bom bife!"


    A frase é de Woody Allen no filme "Crimes e pecados!"
    Woody Allen sempre me deixou mudo,assim como a realidade me deixa mudo.Teu texto me emudeceu por completo,porque me fez pensar e repensar em coisas que fiz questão de manter absortas de mim.Você não convida a acordar,mas nos ordena por completo.
    Abro os olhos agora e não entendo nada do que vejo:minha realidade de vida,minha realidade de amor e morte.Não entendo e apenas me deixo SER.
    Doer é ,não raras vezes,viver.Há um mundo todo tenso e todo mortal a nos esperar lá fora.
    Dói e eu adoro-----

    ResponderExcluir

Muito obrigado pelo seu comentário (dose)!

Related Posts with Thumbnails