English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

.: Um Gole De Ideias :. -> Dois anos no ar!

.: Alexandre Lopes :.
.: Fabrício Pacheco :.
.: Gleidson Quintella :.
.: Jonatan Bandeira :.
.: Lucas Ragazzi :.
Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Quem te consome enquanto você consome?


O tempo se divide nas imperfeições da vida e nas batalhas de glórias e derrotas, suas raízes profundas dominam nossos sentidos e encurtam nossas vidas na medida em que evoluímos. Que discrepância louvável, evoluir e se destruir, viver esperando a morte em cada sombra.Qual o sentido da vida?

Somos consumidos à medida que consumimos. Imponentes senhores adornados de ouro que envelhecem e murcham como um botão de rosas no jardim.

Nossa água um dia seca e derramamos os nossos sonhos junto com ela, deixando apenas nossas lembranças que são imortais até que o tempo arrume uma maneira de apagá-lo também, como ela faz com tudo que ela toca.

Quem foi o autor dessa coisa chamada tempo?

Por que o tempo não da um tempo?

Se você considera-se o maior de todos os homens, e seus feitos repercutiram por toda terra, se você é lembrado por séculos e admirados por muitos, seja mais humilde, porque se você fosse tão bom assim, venceria o tempo que te consome.

7 comentários:

  1. Amigos leitores, a palavra "sombra" ficou separa desse jeito: " so mbra", não sei porque , imagino ser algum erro de tags do blog.
    Obrigado a todos pela compreenção, e desculpem por ficar tanto tempo sumido do blog.

    ResponderExcluir
  2. Tirou onda, Gleidson! Desmascarando e ao mesmo tempo valorizando esse bom-mau amigo, o tempo. Sim... ele realmente nos consome. Que o diga o colágenos: sinto minhas rugas sendo esculpidas. rsrs...

    Mas o tempo também é justo... com ele, a cada dia, como vc mesmo diz, evoluimos: mais conhecimento para a nossa caixola! Isso é maravilhoso.

    A todos aqueles que venceram o tempo, eternizados na história deixo aqui um excerto:

    "(...)se você é lembrado por séculos e admirados por muitos, seja mais humilde, porque se você fosse tão bom assim, venceria o tempo que te consome".

    Vale deixar aqui a pergunta que nunca se cala e que talvez não tenha resposta - ou tenha:

    "Quem foi o autor dessa coisa chamada tempo"? O homem?

    ______________

    Grande Gleidson!!! Estava com muita saudade dos seus GOLES, estes que muito me ajuda. Com certeza... férias te fazem tão bem, amigo. rsrs

    Aproveite as paisagens de Macaé e dê-nos mais goles... A fonte não pode secar.

    Abração!!!

    ResponderExcluir
  3. PS: Está perdoado pelo seu sumiço, desde que nos dê Gole como esse com frequencia. rs

    Abç!

    ResponderExcluir
  4. Mto bom primo!!!!
    vc sempre com os seus textos brilhantes.

    ResponderExcluir
  5. O tempo... não dá um tempo!

    O nosso guru do blog de volta com a filosofia intrínseca, e com argumentos afiados. Paulo Coelho que se cuide!

    Ainda leio um autoajuda seu!

    Abraço!
    (não some!)

    ResponderExcluir
  6. O que mais existe de comum são textos sobre o tempo,alias,minto, pois existem muito mas os que falam sobre a morte!
    O tempo,senhor invencível e verdadeira testemunha de tudo o houve,há e haverá nessa terra se não é o grande protagonista é pelo então a estrela indispensável para esse eterno ato de viver!
    E como é bom ler sobre o tempo.Eu particularmente adoro textos sobre o tempo,porque me transmitem uma sensação estranhíssima da eterna alma inconformada de todos nós.
    “(...) Quem foi o autor dessa coisa chamada tempo? (...). Podemos nos arriscar na resposta mais óbvia, mas deixo um questionamento sincero do leitor para você Gleidson e os outros autores desse blog ( Apesar de também escrever não me sinto capaz ou com paciência suficiente para tentar responder ).Quem veio primeiro foi Deus ou foi o Tempo?

    E você se pergunta, mas por que o tempo não dá um tempo?Certo, mas queremos mesmo esse “tempo” esse “hiato”? Sim? Então por que nos pasmamos tanto com a morte que é para os descrentes o fim de tudo, inclusive do tempo para os que morreram e que para os crentes é apenas o mais longo hiato existente?

    ResponderExcluir
  7. Reestreia, por assim dizer, brilhante para um autor que ha muito perambulava por caminhos inóspitos - buscando, talves, palavras. Caro amigo, encontrou. E muitas! E belas! E, sem tempo, mórbidas... Muito bom! Não some, não, cara!

    ResponderExcluir

Muito obrigado pelo seu comentário (dose)!

Related Posts with Thumbnails