English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

.: Um Gole De Ideias :. -> Dois anos no ar!

.: Alexandre Lopes :.
.: Fabrício Pacheco :.
.: Gleidson Quintella :.
.: Jonatan Bandeira :.
.: Lucas Ragazzi :.
Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 3 de janeiro de 2010

Peço um tempo ao tempo


Amor, eu preciso de um tempo!

Quem nunca ouviu esta frase, ao menos uma vez? Chega a ser irônico começar tal frase com “Amor”...

O que vem a ser “um tempo”? Quem o pede, classifica-o como um período necessário para pensar e repensar sobre o que, afinal de contas, quer da vida.

É como se, subitamente, a pessoa amada acordasse um belo dia com uma tremenda crise existencial, sabe? O dia começa e o cabelo não está bom, depois é a roupa que não caiu bem, vem a vontade de jogar tudo fora e comprar coisas novas.

Senta-se num canto, começa a pensar no porquê de tudo, dá o primeiro fora do dia na mãe, coitada, que só lhe perguntou o que havia com ela.

Daí vem à luz: preciso pedir um tempo a ele!

Como se afastar a pessoa que ama fosse solucionar todos os seus problemas... Mas tem a explicação, claro, não se pode pedir um tempo sem uma boa explicação!

Não é você, sou eu... Eu to confusa, preciso pensar, e passar esse tempo com você só o magoaria.

Por que será que elas nunca levam em conta o que nós pensamos? Talvez queiramos ser magoados, afinal já somos grandinhos o suficiente para entendermos que relacionamentos amorosos não são feitos somente de felicidade e mar de rosas, um bom sofrimento, às vezes torna o amor mais forte. Depois de nossa negativa em ceder o tal "tempo" pedido, começam os motivos para nos convencer...

Eu amo você, o tempo que passamos juntos foram os mais maravilhosos que já vivi, você sempre foi minha melhor companhia, meu maior conselheiro e sua simples presença me trazia tanta paz e felicidade... mas preciso ficar sozinha!

O engraçado é que esses motivos deveriam nos convencer de que elas estão certas, não é? Mas na verdade eles só mostram o quanto somos importantes e necessários a elas. Então, por que esta droga de tempo, tão necessário aos olhos femininos, precisa ser passado sem nós, as melhores companhias, os melhores conselheiros e transmissores de tamanha felicidade?

A frase: “Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença...”, torna-se inútil em mentes tão teimosas quanto às de certas garotas. Nesta hora de adversidade, nos expulsam de suas vidas de forma tão surpreendente, como se não fôssemos sofrer. Dizer que o problema não é conosco e sim com vocês, não ameniza de forma alguma o quanto iremos sofrer!

Amamos quem amamos, com todas as suas virtudes e defeitos, deixe que permaneçamos em suas vidas neste momento tão confuso, não nos faça infelizes nos afastando de vocês e pensando que isto é o melhor para nós, quando o melhor para nós é ficarmos com vocês.

Peço, então, um tempo ao tempo! Não quero mais passar por isso em minha vida e não desejo tal infortúnio a quem quer que seja... Não quero mais ouvir de ninguém que "deseja um tempo", quando este "tempo" só servir para afastar! Vou querer de volta, senhor tempo, sem falta, o amor perdido quando seu domínio se esfacelar!
Por favor, deixe-me ser feliz, sem que o senhor se intrometa em minha vida e faça sair por entre os lábios de minha amada - lábios que tanto beijei - como um sopro frio e mortal, sua vontade tão cruel de afastar amores.

3 comentários:

  1. Lógico que eu não podia deixar de dar o meu pitaco feminino aqui.

    Lucas, homens também pedem "tempo" tá?! Com menor frequencia talvez, mas pedem!
    E o processo de reflexão não é assim, do nada. Tudo acontece muito mais lentamente do que parece aos olhos masculinos insensíveis até chegar o dia em que se cansa das indiretas e o "tempo" é o modo mais fácil de fazer o outro perceber/escutar que o relacionamento não está tão saudável.

    Que não é agradável eu concordo. Mas há alternativas pra se ter tempo, sem precisar anunciar o tempo, o que eu acho muito mais sutil e de bom gosto. rsrs

    E também imagina uma garota na hora de revolta falar: - A culpa é toda tua! Vc é feio, gordo, baixinho, fede, vive olhando a bunda alheia e só me dá ouvidos quando estou brigando... Agora eu quero um tempo.

    Ela tem motivos pra terminar, mas que graça teria isso?!
    Dizer que a culpa é nossa é a maneira mais eficaz de torturar vcs(homens) que ainda ficam perdendo tempo(que a parte feminina aproveita) tentando entender! rs


    Gostei do texto/revolta!

    ResponderExcluir
  2. Como bem disse Fernanda Young "a vingança é o pau da mulher" e desde de que li isso não me canso de repetir...

    O texto dói com um peso ultra-romântico... Adoro isso! Uma bela narrativa ao melhor estilo Lucas!

    Quando ao ponto de vista... é altamente discutível! Eu concordo parcialmente com as sutilidades propostas no comentário anterior, mas discordo na eficácia garantida ou seu dinheiro de volta. Cada caso é único...

    E por mim, também me canso com o tempo... nossa relação (eu vs tempo) não é uma das mais saudáveis!

    BRAVO!

    PS.: Também gostei do texto/revolta! rs

    ResponderExcluir
  3. O bom dos relacionamentos é que nos fazem parecer humanos.
    Consequentemente, com pouca dignidade. Esse apelo final pela
    permanencia num relacionamento que beira ao egoismo foi forte.

    Ao tempo, deixe ele em paz. Nao o pertube muito. Ele tem um poder
    insoluvel sobre qualquer um. Amor, bem, amor acaba. E o tempo, ele sim,
    leva as feridas e percalços para de baixo do tapete do esquecimento.
    Bom texto, Lucas. Apelativo e sentimental.

    P.S.: O que esta acontecendo com voce?
    Dando um tempo ao cético e frigido Lucas Ragazzi?

    ResponderExcluir

Muito obrigado pelo seu comentário (dose)!

Related Posts with Thumbnails