English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

.: Um Gole De Ideias :. -> Dois anos no ar!

.: Alexandre Lopes :.
.: Fabrício Pacheco :.
.: Gleidson Quintella :.
.: Jonatan Bandeira :.
.: Lucas Ragazzi :.
Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Silêncio! O carnaval acabou!


Liga-se a Tv, carnaval. Abre-se a janela, carnaval. A cada fevereiro tenho mais certeza de que o Brasil realmente é o país do carnaval e do futebol. Ruas lotadas, música alta, cheiro estranho no ar, maconha talvez? Não... é urina. Ruas viram banheiros públicos durante os dias de carnaval. Gente fantasiada de tudo quanto é coisa que se possa imaginar, gente sem roupa (fantasiados de brasileiros, será?), homens vestidos de mulher, mulheres vestidas de homem. O país vira do avesso por alguns dias. Passa um amigo no bloco das piranhas, acena e fica sem resposta, não o reconheci de imediato. Não que eu responderia se o tivesse reconhecido.
Gosto de tranquilidade, de silêncio. Festas populares são uma espécie de tortura para mim, mas o carnaval tem um misticismo estranho... Casais terminam para poder curtir a festa com toda liberdade de que um solteiro goza, amigos enchem a cara e acabam brigando por motivos tolos, mas que naquela hora fazia todo sentido brigar. Traficantes enchem os bolsos de dinheiro graças à burrice de alguns. É definitivamente “a festa do fim”.
Acaba-se a festa e fica o saldo negativo. Cadê a namorada que estava ao seu lado até sexta-feira, cadê o amigo de infância, cadê o dinheiro poupado com tanto sacrifício? A namorada, só Deus sabe dela. O amigo foi perdido na briga por quem ficaria com aquela loirinha que dera mole para os dois. O dinheiro, bem, o dinheiro foi usado no pagamento de duas carreiras que você cheirou no capô daquele carro...
Quarta-feira de cinzas, ressaca moral. A rotina volta ao que era e tudo vira nostalgia. Fala-se dias sobre o que aconteceu naquele carnaval. Aí vem a espera pelo próximo ano, pela próxima namorada perdida, pelo próximo amigo com o qual vai brigar, pela próxima carreira de cocaína/pó de vidro/farinha que vai cheirar. Ah, a carreirinha! Droga de carnaval, com o perdão do trocadilho! Espero que estes dias tenham realmente valido a pena, afinal, tudo volta ao seu lugar depois que banda passar...

4 comentários:

  1. Dois pontos da mesma história: "o carnaval trirriense"!

    QUase passei mal de tanto rir... voc~e mandou bem denovo!

    Um abraço, amigo!

    ResponderExcluir
  2. Adorei.. E o pior que tudo que disse é pura verdade! É assim que se descreve o carnaval! (Pelo menos o de Tres Rios.) Perfeito.

    Parabéns, amigo!

    ResponderExcluir
  3. "Quarta-feira de cinzas, ressaca moral"
    é tudo o que resta!Ótimo texto, brilhante!

    ResponderExcluir
  4. Tipo, eu nunca gostei do Carnaval e sempre quis escrever algo desse jeito! Como voce consegue?! Muito bom!

    ResponderExcluir

Muito obrigado pelo seu comentário (dose)!

Related Posts with Thumbnails