English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

.: Um Gole De Ideias :. -> Dois anos no ar!

.: Alexandre Lopes :.
.: Fabrício Pacheco :.
.: Gleidson Quintella :.
.: Jonatan Bandeira :.
.: Lucas Ragazzi :.
Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Lições do espelho

Olha pra mim!

Olha!

Eu tô falando contigo!

Será quando que você poderá parar de olhar pra baixo? Perde logo essa mania! Eu to cansado dessa estupidez cotidiana... Desses versos rimados pra adornar Orkut... Desse teu medo de encarar as coisas... Dessa tua mania de ocultar tudo e fingir que é erudicidade... Ser inteligente não é isso, Fabrício!

Olha pra mim!

Eu vou ter que ficar sempre te corrigindo? Você já não tem provas suficientes? Olha a sua volta... Olha! O que você vê? Agora olha pra fora desse banheiro... Olha pra longe desse espelho... Olhe com os olhos de dentro. Veja a sua vida morna, e suas reações vagas e misteriosas... Isso não é excentricidade, cara! Isso é comodismo. O que você quer é um milagre, mas você não acredita em Deus... Olha só que desastre.

Agora pensa, nem precisa olhar se não quiser.

Pensa comigo, quantas vezes as coisas planejadas funcionam? Tudo bem, elas funcionam... Mas pensa agora as vezes que você mais gozou dos momentos... É isso que eu quero fazer você ver. Eu quero que você deixe de pensar em alguns momentos. Por exemplo: eu não precisaria existir num texto pra te dizer isso. Isto é ridículo! Um amigo imaginário é ao menos outra pessoa, um personagem na linguagem adulta. Eu não sou um personagem... Eu sou eu mesmo. Eu sou você!

Olha pra mim, de novo!

Respira fundo e vai!

Feche os olhos da imaginação e morra de dentro pra fora. Às vezes é preciso morrer pra sentir a vida correr pelas veias, sem muita explicação. Hoje planeje então a morte momentânea da tua imaginação e permita-se a vida. Às cegas. Eu sei não vai ser um trabalho fácil, mas a insistência pode mover a vida pra frente. A nossa vida, inclusive.

Não vim aqui pra dividir culpa alguma com você. Por favor, não me encha com os teus encargos. O meu papel aqui é outro. Se fosse você nem divulgaria esse texto, periga acumular o papel de louco por mais tempo. É... Você gosta disso, não é?! Então divulgue e assuma essa postura inadequada, pode ser que aí comece a mudança que eu sugiro.

Mas é pra ter vergonha... Tenha vergonha disso!

Agora pode se virar, e voltar a sua vida. Vá pro computador escrever, não é isso que vira tudo na sua vida? Vá! A efemeridade da imagem aqui refletida é apenas o começo, os sentidos das palavras continuarão ecoando... Eu te conheço!

6 comentários:

  1. P-q-p- que foda! Sou seu fã! E invejo este texto (pela criatividade, não pelo eu-lírico... uahuah)

    Nada designa maior intensidade do que um p -q p! rs
    Esse foi o seu texto que mais gostei... sensacional! Eh o máximo de META que já vi... Metalinguistico, meta-autocrítico... metafórico nem um pouco: diretivo!

    Sempre quando escrevo as minhas fantasias tenho medo que as pessoas achem que o que escrevi, fosse de fato, fato quando não é; ou então qaundo eu deixo coisas implicitas e algumas pessoas poderiam decodificar o que haveria oculto nas palavras.

    O seu texto me deixou curioso... Não sei ateh que ponto o admito como um super texto criativo, ou se realmente o seu espelho (Charlie... rs) andou conversando com vc.

    O que será Fabrício? Nem deus sabe? Até pq pra nós, deus está morto (Nietzsch disse isso)!

    ResponderExcluir
  2. Caraca, Fabricio... Agora falando serio... Acho que ninguém será tão capaz de captar este texto como eu?!

    Quem escreveu ele?! Sério mesmo... Foi o Charlie ou foi vc?! Vc conheceu o Charlie?!

    ResponderExcluir
  3. Que Charlie? Alguém me conta a história do Charlie?! rs

    Fabrício, vim só deixar registrado o que já falei sobre o texto: ADOREI!

    Auto-reflexão... Vc fazendo isso, quem diria! Faz bem mas enlouquece. Cuidado, é preciso muito treino!
    Que Clarice inspira eu já sei, mas Halls foi novidade! rsrs

    Já sabe que eu adooooooro essas conversas com o eu interior então não tenha vergonha disso, menino! rs

    ResponderExcluir
  4. Mandar cartas para si mesmo talvez seja mais confortável que ouvir a própria voz recriminando-o.
    O texto realmente está muito bom.Consegue prender a atenção até o fim...
    A coisa toda contida no texto é tão sua,tão visivelmente tua que fica difícil se permitir intrometer-se nessa relação conturbada que todo temos com nos mesmos.
    Olhar-se profundamente,sem fantasias é muito perigoso.Poucos escritores tem essa coragem,por isso fantasiam tanto...Por isso observam tanto a vida alheia.
    Na verdade nem sei e nem tem como saber se você fantasiou ou não tudo o que está escrito aqui.
    “(...)Por exemplo: eu não precisaria existir num texto pra te dizer isso. Isto é ridículo! Um amigo imaginário é ao menos outra pessoa, um personagem na linguagem adulta. Eu não sou um personagem... Eu sou eu mesmo. Eu sou você!(...)”
    Fabuloso!

    ResponderExcluir
  5. Não é pra ter vergonha disso coisa nenhuma!
    Seu texto se parece muito com um que eu escrevi um tempo atrás, em que eu era esquizofrênico... rs
    Mas os seu tem uma auto-reflexão incrível!
    Na falta de um amigo imaginário, tua consciência usou seu reflexo pra se comunicar com você...
    Imagino uma cena de filme, um banheiro sombrio, um espelho quebrado, um elástico amarrado ao braço e uma seringa caída no chão...
    Você entra em euforia, abre a torneira e lava o rosto, olha no espelho e seu reflexo começa a falar com você!
    Vamos montar uma peça de teatro assim? rs
    Adorei o texto, amigo, muito bom mesmo!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Aquele papo de consciencia materializada nao era coisa de Fei, nao é? Foda o texto. Tive de recortar algumas frases que achei fantasticas, tipo: "O que você quer é um milagre, mas você não acredita em Deus... Olha só que desastre" ou "a insistência pode mover a vida pra frente". Vou me lembrar bastante dessa ultima. Ate mais... Ah, e continue ouvindo conselhos do seu "eu-refletido". Quando nao uma loucura excentrica, gera bons textos!

    ResponderExcluir

Muito obrigado pelo seu comentário (dose)!

Related Posts with Thumbnails